.comment-link {margin-left:.6em;}

sexta-feira, fevereiro 18, 2005

 

175 - FECHADOS PARA REFLEXÃO


Vamos entrar em período de reflexão - bem precisamos, o momento é decisivo.
Mas têm razão os comentadores políticos que li e ouvi hoje, pela manhã. Receio que se tenha perdido a oportunidade de explicar às pessoas, com realismo e com rigor, o que de facto é necessário para irmos em frente e melhorarmos a nossa situação.
Os Partidos não arriscaram perder votos nem apoios. Não arriscaram dizer a verdade, portanto. Não arriscaram a frontalidade e a clareza. Usaram as meias verdades, as explicações sinuosas, um discurso colorido mas nebuloso, pontuado de silêncios, de frases em branco.
Espero que não se arrependam... mais tarde, quando tiverem mesmo que explicar às pessoas o que será necessário fazer.
Espero que o saibam fazer sem perder apoios.
Sobretudo o Partido Socialista, que terá certamente outras responsabilidades.

Comments:
exercicio de um sábado enfadonho

Tenho 49 anos e estou presa porque matei o meu marido.
Estou em prisão preventiva e recusei advogado de defesa.
Defesa para quê?
De quê?
De quem?
Matei o monstro que me espancou e violou de todas as formas e feitios durante vinte e sete anos.
Um dia perdi o MEDO.
Esperei que adormecesse e esfaqueei-o vinte sete vezes.
Uma facada por cada ano roubado da minha vida.
Estou serena.
Nunca me senti tão tranquila na minha vida.
Vivo numa prisão onde sou respeitada.
Onde tenho alimento.
Onde ninguém me viola ou espanca.
Consigo sentir-me feliz e durmo tranquila como não dormia há vinte sete anos.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home